Aprilia vai ter mini-Adventure

By on 12 Abril, 2020

A Aprilia Terra 250 Adventure, uma rival da KTM 250 Adventure, foi recentemente apanhada numa foto espia.

A Aprilia Terra 250 usa um motor de 249 cc de refrigeração líquida produzindo 26 cv e 22 Nm de binário. O estilo deriva das suas irmãs maiores.

A turística aventura de quarto de litro da Aprilia, apelidada de Terra 250, foi fotografada sem camuflagem nos terrenos da fábrica Chinesa, revelando a maioria dos detalhes necessários à sua identificação.

O fabricante italiano usa a gama Terra para vender uma série de Turismo Aventuras de dupla utilização em diferentes segmentos, incluindo 125 cc e 150 cc, que não estão disponíveis em todos os mercados em que a Aprilia tem presença. sendo Portugal um deles, e a Terra é mesmo comercializada como uma Derbi, outra marca do Grupo Piaggio, noutros, desde 2011.

O conceito de Tour Aventura de motociclismo está a crescer em mercados florescentes como na Índia, Bangladesh e Malásia, e modelos de menor cilindrada como a Hero XPulse 200 ou a Royal Enfield Himalayan estão a colher os benefícios, uma vez que estão presentes em segmentos de volume mais acessíveis.

É de esperar que mais fabricantes se juntem à luta nos próximos anos e se a Aprilia decidir participar, a Terra 250 poderá ser a resposta.

Quanto ao design, a Aprilia Terra 250 é fortemente influenciada pelas irmãs de maior capacidade estilo Dorsoduro, e provavelmente será vendida em duas variantes diferentes. Embora uma variante Standard possa estar na extremidade inferior do espetro, a Terra 250 de especificação Adventure poderia concentrar-se mais no off-road com características adicionais.

Na Terra 150, o acabamento de origem utiliza uma roda dianteira de 18 polegadas e um bico de pato na dianteira. A Terra 150 Adventure vem com uma roda dianteira maior, de 21 polegadas e um para-lamas mais convencional abraçado ao pneu.

A Aprilia Terra 250 está equipada com suspensão traseira monoamortecedor e utiliza travões de disco em ambas as extremidades, juntamente com um sistema ABS de dois canais. A Terra 250 é movida por um motor monocilíndrico de 249 cc de refrigeração líquida, emparelhado com uma transmissão de seis velocidades.

A motorização DOHC tem uma potência máxima de 26,1 cv e 22 Nm de binário máximo, e já é empregue na GPR250, outra desconhecida no mercado nacional. os números de potência e binário podem não mudar, mas a possível relação mais curta pode ajudar no fora de estrada. O escape também está posicionado de forma convencional.

É de esperar que a Duque 250 da KTM também se desdobre numa variante de aventura, tal como a irmã maior 390, e possa atuar como um potencial rival para a Terra 250 num futuro próximo nesses mercados.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!