Benda constrói moderno V4 na China

By on 24 Setembro, 2021

O fabricante chinês Benda, não pára de surpreender os media. Primeiro com motos com excelente construção e acabamentos, como foi o caso da bela cruiser LFC 700 e da chopper BD 300 com correia em vez de corrente, e agora com a construção de um novo motor V4 que alcança os 150 cv.

É inegável dizer-se que o ‘bichinho das motos’ pegou de vez na China. Com orgulho, a Benda Motorcycles exibiu num certame e como uma peça de arte um novo motor V4, desenvolvido na sua própria fábrica.

1200 cc: V4 com 150 cavalos!

A nova unidade V4 de 1198 cc da Benda entra num patamar de performances elevadas, onde com a sua configuração em V encontra como motores mais aproximados os esplêndidos V4 da Aprilia ou Ducati, respetivamente com 1.099 e 1.103 cc. Em termos de desempenho, o V4 ‘made in China’ tem anunciados 150 cv e 121 Nm de binário máximo. O novo V4 de 16 válvulas atinge a sua potência máxima às 9.500 rotações por minuto. Com um diâmetro de 76 milímetros e curso de 66 milímetros nos cilindros, o V4 foi projetado inteiramente para uso turístico com uma faixa de velocidade do motor alongada. A taxa de compressão é de 11,5: 1. Para comparação: o V4 da Ducati Panigale tem uma taxa de compressão significativamente maior de 14: 1.  O ângulo do cilindro atua entre 70 e 75 graus. Não se sabe se a cambota tem um deslocamento de pino de manivela adicional como o novo Revolution Max da Harley-Davidson.

Em conjunto com o motor de 1200 cc, a Benda apresentou um V4 com 496 cc baseado no mesmo cárter. O curso longo com 55,2 milímetros de curso e 53,5 milímetros de diâmetro produz 45 Nm a 8.000 rotações e 57 cavalos às 10.000 rotações. As performances destas duas novas unidades de 500 e 1200 cc ainda não se conhecem, nem em que modelos podem vir a ser utilizados.

Portando, o que a Benda quererá fazer com este novos motores em V é uma questão que está por esclarecer. Modelos próprios são possíveis, mas a venda dos direitos de licença a outros fabricantes asiáticos também é concebível. Para a Europa, os motores V teriam de ser homologados para Euro 5 e a série 500 estaria idealmente disponível diretamente como uma variante de 48 cv.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments