Brixton Rayburn 125: Neo-clássica com moderna tecnologia

By on 14 Junho, 2021

Sem grande mossa no orçamento e nas contas famliares, a Rayburn 125, oferece-nos a possibilidade de se ter na garagem uma moto de perfil neo-clássico, com moderna tecnologia e Euro 5, capaz de despertar admiração entre os mais acérrimos defensores do estilo vintage. 

Criada há apenas cinco anos pelo grupo austríaco KSR, a marca Brixton cedo se destacou no segmento das motos de estilo o retro e até mesmo nas médias cilindradas como as Crossfire 500 e 500 X pendentes, antes da chegada da futura 1200 Cromwell – nome de um general inglês que lutou pela liberdade – que tanto em cilindrada como visualmente surgirá para competir como a Triumph Bonevillle T120.   

Protótipo da Brixton Cromwell

No entanto, o alvo principal da marca continua a ser as 125, com diversas variantes e variações no estilo clássico ou scrambler. Obviamente, não falta estilo Café Racer à  Rayburn 125 .

Uma neo-retro ao alcance dos detentores da carta A1

Brixton Rayburn 125

Apesar de tudo, não se trata de um modelo totalmente novo, já que a moto foi inicialmente lançada em 2019, tendo entretanto a Rayburn evoluido na sua transição para a Euro 5. Na verdade, o motor monocilíndrico refrigerado a ar de 125 cm3 está em conformidade com os regulamentos mais recentes em termos de emissões poluentes. Trata-se de um monocilindrico arrefecido por ar, que oferece 11,3 cavalos de potência e um binário de 9,7 Nm com injeção eletrónica de combustível (EFI). Isto significa que a Rayburn pode ser conduzida com a licença de carta A1!

O design e o estilo da moto, contam com valores do passado, com um equipamento aparentemente minimalista onde se destaca o clássico selim de mola, o amplo guiador com espelhos na extremidade, aros raiados, ‘uma bolsa lateral de couro para guardar ferramentas, espelhos em preto anodizado e um pequeno frontal escurecido a envolver o farol redondo com iluminação por LED. As suspensões são hidráulicas, os travões de disco à frente e atrás funcionam em conjunto com um sistema de travagem combinada (CBS) a completar a lista de equipamento. 

Importador: Moteo Portugal

Mais informações AQUI

Ficha técnica 

Brixton Rayburn 125

Motor: Monocilíndrico 4 tempos, resfrigerado a ar

Cilindrada: 125 cc

Alimentação: injeção eletrónica de combustível (EFI)

Potência máxima: 8,2 kW / 11 CV a 9000 rpm.

Binário máximo: 9,7 Nm às 6.500 rpm.

Padrão de emissões: Euro 5

Ignição: ECU

Arranque: elétrico

Transmissão: caixa de 5 velocidades

Comprimento x largura x altura: 2020 mm / 760 mm / 1060 mm

Distância entre eixos: 1320 mm

Altura do assento: 760 mm

Número de assentos: 2

Peso em ordem de marcha: 134 kg

Pneus dianteiros / traseiros: 4.00-17 / 4.50-17

Suspensão dianteira: forquilha telescópica

Suspensão traseira: braço oscilante com 2 amortecedores

Travão dianteiro: disco hidráulico, Ø276 mm

Travão traseiro: disco hidráulico, Ø220 mm

Consumo combinado: 2,3l / 100km

Emissões de CO2: 53 g / km

Cores: Azul

Preço: 2.999€

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments