Damon Motors mostrou no CES de Las Vegas a nova HyperFighter

By on 10 Janeiro, 2022

O movimento em direcção às motos eléctricas, começa agora a entrar no campo dos mais puristas. A maioria dos argumentos de quem as nega, são sobre a pura alegria que o som de um motor de combustão interna tem para oferecer. Mas o seu binário e poder de saída é incontornável!

Para além do já conhecido protótipo da Ducati para as MotoE no campeonato do mundo, a partir de 2023, há ainda outras propostas que temos visto da KTM e até alguns modelos elétricos vindos do Oriente, entre muitas outras renderizações e sonhos ainda longe da grande produção em série.

Uma das mais recentes propostas vem do fabricante canadiano Damon Motors. Esta empresa fez a sua primeira desporiva há dois anos atrás, o modelo HyperSport há dois anos. Contúdo, na recente convenção de electrónica CES 2022 em Las Vegas, a Damon Motors mais uma vez virou a cabeça de muitos para baixo com a podera e alteranativa HyperFighter. Tanto a HyperSport como a HyperFighter, estão ainda em fase de pré-produção, mas um representante da empresa confirmou que a produção do HyperSport terá início na primeira metade de 2022, enquanto que o HyperFighter está prevista para ser introduzida em 2023.

Ambas as motos serão construídas em Vancouver, na British Columbia. A nova HyperFighter utiliza os mesmos fundamentos básicos da HyperSport, mas assume um design “naked” mais agressivo – algo como a Streetfighter da Ducati. Aprofundando mais ao pormenor, esta nova hyper-naked apresneta um sistema de segurança chamado CoPilot que fará parte do pacote de compra e utiliza sensores, câmaras fotográficas e um sistema de IA para alertar os motociclistas usando vibrações tácteis no guiador.

O sistema CoPilot faz com que um condutor saiba que um carro está no ponto cego ou se está a seguir demasiado perto de um veículo à frente. Há também avisos visuais sob a forma de luzes LED no painel de instrumentos. O conforto do condutor também é uma grande prioridade para a Damon Motors. A empresa tem algo chamado sistema de ergonomia Shift, que permite ao condutor mudar a posição do guiador e dos apoios de pés da moto e outros, um avanço. O sistema Shift pode mudar a posição de condução da HyperSport, de uma posição de estilo “agachado” para um sistema mais vertical para navegar no tráfego urbano – tudo isto enquanto se conduz.

Podem até pensar que isto não é grande coisa – mas considerando de que outros fabricantes de motos também permitem uma mudança na barra do manípulo e na posição do assento, mas apenas com ferramentas, é mesmo um avanço em termos de ergonomia.  Nas motos da Damon Motors, estas mudanças são feitas por pequenos motores eléctricos que mudam o posicionamento desses elementos. Em comparação com a HyperFighter, as peças móveis na HyperSport incluem o guiador, os apoios de pé e a posição do pára-brisas, todos esse elemento podem ser mudados de posição ao se primir um simples botão.

Alguns jornalistas americanos experimentaram o sistema, e chamam-lhe “tanto inovador como eficaz”. Quanto à motricidade, a nova HyperFighter é animada pelo mesmo motor eléctrico que alimenta a HyperSport, designado como sistema HyperDrive. A bateria é uma parte central da moto, o que torna a construção simples e poupa peso ao mesmo tempo. O sistema HyperDrive recebeu o prémio de Honra do Prémio de Inovação na exposição CES 2022.

A diferença entre o conjunto HyperDrive e outras motos eléctricas é que o sistema HyperDrive utiliza uma caixa de bateria central em forma de propósito que envolve o motor. Este é então ligado directamente ao sistema de suspensão, tornando-o um “membro stressado” da moto, integrando o quadro monobloco. Esta nova concepção de colocação da bateria, permite também que Damon carregue as suas motos com baterias de 20kWh, dando às motos um maior alcance. Em comparação, outros fabricantes de motos eléctricas têm capacidades de bateria que atingem pouco mais de 16kWh.

Mas, mais uma vez, os motores Damon também querem carregar as suas motos com/até 200 cv, pelo que um alcance mais longo pode ser difícil com toda essa potência. O fabricante canadiano diz que a velocidade máxima será superior a 240km/h, enquanto se executa o sprint de 0-100km/h em menos de 3 segundos! Todos estes números também irão sugar a energia da bateria mais rapidamente do que qualquer outra coisa.

Quanto a opções, a Damon aponta para a HyperFighter três configurações possíveis: Colossus que é um modelo limitado de apenas 100 unidades e terá rodas especiais e outros elementos premium;  20 unidades ilimitadas serão uma versão melhorada da Colossus; apresnetando uma terceira versão ilimitada que terá uma bateria menor (de 15kWh e 150cv) e um preço mais acessível.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments