FB Mondial Flat Track 125 – Divertimento garantido

By on 10 Agosto, 2020

A NOVA FB MONDIAL FLAT TRACK 125 É UM DELEITE, SOBRETUDO PARA QUEM PROCURA UMA MOTO DIVERTIDA, QUE POSSA SER CONDUZIDA COM A CARTA A1 OU B E QUE TENHA MAIS DE TRÊS ANOS DE EXPERIÊNCIA.

A gama FB Mondial de motos está a expandir-se no mercado das 125. O modelo Flat Track é a opção mais ‘fun’ e inspira-se no mundo das corridas nas ovais americanas.

A FB Mondial foi uma das marcas italianas mais representativas dos anos 50 e 60 com muitos sucessos em corridas de velocidade, que recentemente foi recuperada para oferecer principalmente modelos de 125cc (há um FB Mondial HPS 300) e com um design cuidadoso.

A nova FB Mondial Flat Track 125 possui um motor Piaggio com refrigeração líquida, quatro válvulas e um desempenho de 13,6 cv que já excede a aprovação do Euro 5.

Os principais elementos da FB Mondial Flat Track 125 são os mesmos da Pagani ou HPS. O quadro é de aço e duplo berço, com um garfo de eixo invertido centrado no trem dianteiro e barras de 40 mm. Ao contrário da Pagani, o braço oscilante é diferente e o par de amortecedores é substituído por um sistema mono schock.

O perfil da moto foi inspirado nas corridas norte-americanas, com duas placas laterais marcantes e uma frente maciça que imita uma placa numérica e integra um pequeno farol de LED. Todos os seus grupos ópticos têm essa tecnologia.

A cauda traseira, também inspirada no mundo das corridas, as rodas enraiadas lembram as motos de corrida mais tradicionais, com 19 elementos polidos que foram equipados com pneus Flat Track, também muito válidos para o uso diário em cidade, que será o habitat natural da nova FB Mondial Flat Track 125.

Atrás continua a haver a dupla saída de escape que já vimos na Pagani ou na HPS. A travagem é assegurada por um disco com 280 mm e diâmetro na frente e 240 mm atrás. A pinça dianteira é de quatro pistãos e o sistema de assistência à travagem é feita através de CBS (frenagem combinada) e não por ABS (sistema anti-bloqueio).

O painel de instrumentos baseado em uma tela de cor TFT tem uma informação muito completa e permite apresentá-lo em duas visualizações diferentes: “Clássico” com as figuras do velocímetro no centro envolto em uma curva digital, com o indicador de engrenagem selecionado e os níveis de temperatura do refrigerante e gasolina, e o “Racing” em que o velocímetro mostra a sua faixa de uso horizontal em destaque. Além disso, o display TFT possui um sensor crepuscular que inverte ambas as visualizações, diminuindo a luminosidade exterior (em túneis ou condução noturna).

Com esta divertida moto a acrescentar ao concorrido mercado das motos de 125, está prevista uma grande temporada de 2021 neste segmento.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments