KTM RC 390 2021 – Revisão total na pequena desportiva de Mattighofen

By on 11 Agosto, 2020

COM 7 ANOS DE MERCADO A KTM RC390 SERÁ ALVO DE UMA REVISÃO COMPLETA EM 2021, COM MUDANÇAS NA VERTENTE AERODINÂMICA, NA ERGONOMIA, NO DESENHO DO QUADRO, SUB-QUADRO E MOTOR.

O segmento das pequenas desportivas para a carta A2 vai em breve receber em 2021 uma grande novidade: a KTM RC 390 que numa nova geração vai receber as maiores atualizações até à data introduzidas pela fábrica austríaca.  

A nova geração terá a mudança mais significativa na vida útil de sete anos da RC 390, uma vez que a mais recente actualização apenas a viu perder o escape inferior em favor de um novo posicionamento, que na nova geração fica ainda mais subido e desportivo.

Começando com a mudança mais notável, a carenagem foi completamente redesenhada, dando à RC 390 uma parte dianteira muito mais adulta e menos exigente. Os faróis duplos do modelo antigo são substituídos por uma luz frontal em tudo semelhante à 390 Duke. Os lados da carenagem também são também totalmente novos, e outra alteração parece ser a inclusão dos indicadores LED na própria carenagem. O modelo anterior tinha-os montados nos pontos de montagem do espelho da asa. Para além das luzes, a parte frontal parece significativamente maior do que antes, oferecendo uma melhor proteção ao condutor.

Na nova RC 390 vista em testes (ver fotos) o assento também muda de aspeto, com o grande banco de peça única do modelo antigo a ser abandonado a favor de um banco separado para condutor e ‘pendura’.

Na frente destaca-se um sistema de travagem completamente novo, ainda montado radialmente e fornecido pela subsidiária Brembo ByBre, mas totalmente diferente do anterior. As novas pinças de montagem radial parecem muito mais elegantes e leves que as anteriores, com discos mais estreitos e leves acoplados.

O motor para a nova RC390 provavelmente será a mesma unidade atual – motor que já tinha tido a sua vida útil do Euro5 prolongada com atualizações para o último modelo. Por causa disso, esperamos os mesmos valores de potência (43 CV) e de binário nesta terceira geração da desportiva RC 390.

A última KTM RC 390 que experimentámos (2016) tinha o escape oculto numa sub-carenagem que foi retirada para facilitar o arrefecimento do motor
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments