Fundo alemão quer comprar a Peugeot Motocycles

By on 23 Novembro, 2022

O fundo de investimento alemão Mutares pretende assumir o controlo da casa francesa, enquanto a gigante indiana Mahindra, atualmente dona de 100% da Peugeot Motocycles, permanecerá como acionista minoritária, devendo sair da empresa no primeiro trimestre de 2023.

O fundo Mutares pretende assumir o controlo da Peugeot Motocycles e já fez uma oferta irrevogável que o obriga a adquirir 50% do capital e assumir o controlo de 80% das acções. A gigante indiana Mahindra que atualmente detém 100% da propriedade, permaneceria como acionista minoritário mas deve sair da empresa .

A Peugeot Motocycles fatura cerca de 140 milhões de euros e produz scooters de duas e três rodas, distribuídas com o apoio de 3.000 pontos de venda em França e no resto do mundo, em três continentes. A sede fica em Mandeure, França, onde fica a linha de produção em joint venture com a chinesa Jinan Qingqi Motorcycle Co. Ltd., e também há outras produções em parceria com marcas asiáticas.

“A Peugeot Motocycles é uma marca reconhecida internacionalmente como o mais antigo fabricante de veículos motorizados de duas rodas, com uma rica história por trás – declarou o CEO da Mutares, Johannes Laumann -. É também uma OEM (Original Equipment Manufacturer, ou seja, produz os componentes internamente, ed) e vemos um grande potencial para fortes sinergias dentro do nosso segmento automotivo e de mobilidade”.

A Mutares tem sede em Munique e adquiriu recentemente várias marcas: a Peugeot Motocycles é a 13ª este ano. Na semana passada , foi concluída a aquisição da Siemens Energy Engines, fabricante de motores a gás e diesel para geradores e aplicações marítimas.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments