Leilão de clássicas em Las Vegas – Parte II

By on 23 Dezembro, 2018

A Mecum Auctions é a organizadora destes leilões, que vêm tendo lugar desde 1991 no South Point Hotel & Casino em Las Vegas, é a maior empresa leiloeira de motos clássicas do mundo. Em janeiro deste ano, anada menso que 1.324 motos forma leiloadas neste certame ao longo do s4 dias do evento. O leilão acabou por angariar quase 14 milhões de dólares… Aqui ficam mais umas preciosidades a ser leiloadas no próximo, a 22 Janeiro.

Bela e famosa desportiva inglesa em típica cor de negro com filete dourado

Velocette 500 Clubman de 1968

Comparada com as acima, e sem preço de reserva, esta linda Velocette é uma pechincha.. preço final estimado é de apenas cerca de 28.000$, que, claro, continua a ser centenas de vezes o que terá custado há 50 anos… A designação Clubman refere-se a um estado de preparação para a competição que inclui aros de alumínio, avanços e poisa-pés recuados, conta-rotações, magneto de competição e pistões de alta compressão. O modelo monocilíndrico de 500cc vem com vários fotos da época e é semelhante a uma que bateu recordes no circuito francês de Montlhéry em 1961, circulando durante 24 horas a velocidades em excesso de 160 Km/h de média e granjeando uma fama de indestrutibilidade à Velocette.

A Mike Hailwood replica é das mais famosas Ducati e esta é muito especial

 Ducati 900 MHR de 1987

A Mike Hailwood Replica celebra a famosa vitória do piloto inglês no seu regresso à Ilha de Man em 1978, um modelo rodeado de controvérsia, pois segundo os italianos foi preparada pela NCR e segundo os ingleses pelo preparador Steve Wynne de Manchester. Até as cores supostamente da Castrol era, na verdade, as usadas por Wynne nas suas motos de competição. O caso é que a moto ganhou e trouxe consigo fama para a Ducati. Esta unidade não é uma réplica original, mas sim feita por um colecionador sueco, que encomendou diretamente à fábrica as peças em 1987, e a construiu a partir de um quadro duma 750SS de 1974 reforçado, aplicando-lhe o motor mais recente de cárteres quadrados. A obsessão com os detalhes da moto original era tal que a moto foi completada com as réplicas exatas das jantes douradas da Campagnolo, encomendadas diretamente ao fabricante italiano. Mais uma vez, o preço estimado de cerca de 30.000$ não é exagerado.

Alguns detalhes não originais não diminuem o valor desta CB750 Four

Honda CB750 Four de 1969

Não podia faltar no acervo uma CB750 Four, mas esta não é uma qualquer das mais de 400.000 fabricadas ao longo de duas década. Antes, é o raríssimo modelo original K0, que tem a particularidade de ter cárteres vazados em areia quando os posteriores foram moldados. O modelo apresenta números de desempenho modestos pelos cânones atuais, mas que foram revolucionários na altura, como o foi também a adoção de um travão de disco dianteiro (dois nesta unidade ligeiramente modificada) pela primeira vez numa moto de produção em massa. O preço esperado de cerca de 40.000$ é assim consideravelmente mais alto que o valor normal destas máquinas, de cerca de um terço.

Linda e famosa…

Harley-Davidson VLH de 1936

Se já não fosse muito especial por si só e considerada uma das mais belas Harley-Davison jamais construídas, esta VLH de 1936 é ainda mais especial por ter vindo de outro leilão em 1984, o do espólio do falecido ator Steve McQueen. Só isso dá-lhe muito mais carisma, mas a pintura art deco de dois tons, azul sobre marfim, também ajuda muito. A moto vinha com o velho motor Flathead e foi contemporânea da nova EL introduzia no mesmo ano já com o motor Knucklehead. Era considerada desportiva para a altura, podendo atingir os 150 Km/h, e também marcou o afastamento do anterior verde oliva que era genérico da marca. 36 cavalos às 4.500 rpm não são impressionantes, mas o preço esperado de cerca de 125.000 dólares é!

 

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!