Motociclista morre em acidente com Tesla nos EUA

By on 2 Agosto, 2022

Em julho, dois acidentes fatais de motociclistas envolvendo veículos Tesla aconteceram nos Estados Unidos, na Califórnia e em Utah. Em ambos os casos, os carros tinham o  controle de sistemas avançados de assistência ao condutor (ADAS) ativado.

No primeiro incidente, um Tesla Model Y de 2021 atingiu um motociclista na Riverside Freeway, na Califórnia. No segundo acidente, o Tesla colidiu com uma moto Harley-Davidson Sportster por trás, tendo o motociclista sido projetado do assento e morrido no local. O condutor do Tesla Model 3 2020 disse à polícia que a função de piloto automático foi ativada no momento do impacto. As acusações ainda não foram feitas e os incidentes estão a ser  investigados.

De acordo com a autoridade do tráfego, a National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), estão atualmente em investigação 48 acidentes envolvendo veículos com o ADAS, 39 dos quais envolvendo veículos Tesla. Aparentemente, os acidentes estão relacionados com uma possível falha do Tesla Autopilot.

A Tesla diz que o ADAS atual nos veículos da empresa não é totalmente autónomo e que o condutor não deve confiar apenas no piloto automático para dirigir o carro com segurança – o que segundo a empresa é afirmado em todas as instruções da Tesla. A página de suporte ao piloto automático da Tesla diz: “O piloto automático é um sistema avançado de assistência ao condutor que melhora a segurança e o conforto na direção. O condutor deve manter as mãos no volante e estar pronto para assumir o controle a qualquer momento. Esses recursos não tornam o veículo autónomo.”

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments