Obra prima Art Deco

By on 19 Fevereiro, 2019

Os avanços da moto em termos de design sempre foram conservadores, mais do que revolucionários. Mesmo as máquinas mais famosas da história podem encaixar-se normalmente numa linhagem muito óbvia de desenvolvimento estético gradual. Não há nada de rebelde sobre as primeiras motos de corridas, fossem elas BMWs, Brough Superiors, Vincents ou Crockers.

A engenharia pode ter sido exemplar, mas o estilo foi apenas evolutivo.Olhando bem, porém, há um punhado de modelos iniciais para competir em estranheza, como a K1 da BMW, a Honda DN-01 ou a Aprilia Moto 6.5 Motó projetada por Philippe Starck. E em termos de Vintage, o melhor das coisas estranhas tem que ser este sidecar Majestic do início dos anos 1930. Há muito poucas destas máquinas francesas ainda em circulação, e esta aqui, recentemente restaurada por Serge Bueno, da Heroes Motors, baseada em Los Angeles, tem de ser a melhor do ramalhete.

A Majestic foi projetada por Georges Roy, um engenheiro que não gostava de estruturas tubulares para o quadro porque achava que elas tinham flexão demais. Por isso, o Francês criou um chassis monocoque usando chapa de aço, que também envolvia o propulsor, escondendo-o da vista. Introduzido no Salão do Automóvel de Paris de 1929, o Majestic causou uma tempestade na altura.

A fábrica de Delachanal colocou o modelo em produção no ano seguinte, mas o ritmo das vendas foi lento – e a história terminou em 1933. Como os de hoje, parece que os motociclistas pré-guerra já eram resistentes a qualquer coisa fora das normas do dia ou que cheirasse a estranho. Este Majestic de 1930, quase do início da produção, está na família de Serge Bueno há 30 anos. Cinco meses atrás, ele decidiu restaurá-lo e iniciou um longo processo de oito horas por dia na oficina Heroes.

Foi difícil o suficiente reconstruir o motor de válvulas à cabeça plana de 500cc, mas pelo menos os princípios desse motor são convencionais. O teste real foi a carroceria enferrujada, sem peças de origem disponíveis e apenas fotografias para atuar como guias. Muito trabalho depois, no entanto, o monocoque agora parece tão bom como no dia em que saiu da fábrica há quase 80 anos, resplendente na sua pintura branca.

E adicionando ao encanto do conjunto está um sidecar raro do famoso especialista francês Bernadet. Este parece uma variante do modelo premium “Tourisme Grand Sport”, com carroceria aerodinâmica que pesa apenas 23 kg e um confortável assento em espuma de latex Dunlopillo – uma grande inovação no passado.

Os historiadores do ramo estimam que já só existem cerca de dez Majestic, das poucas fabricadas. Se algum leitor teve a sorte de ver a exposição “Arte da Motocicleta” em 1998 na inauguração do Museu Guggenheim, em Bilbao, viu uma delas em exposição nessa altura.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x