Top 10: As Sport-Turismo mais económicas de 2022

By on 23 Maio, 2022

O aumento dos preços dos combustíveis trouxe cada vez mais inquietação. E com isso, a procura por meios económicos de transporte de duas rodas aumentou. Aqui apresentamos algumas das motos mais económicas de 2022!

Andar de moto pode facilmente sair caro se não tivermos um veículo poupadinho e que nos obrige a idas menos constantes aos postos de abastecimento. No trânsito da cidade ou na hora de procurar um lugar de estacionamento, o indicador de combustível baixa substancialmente, sobretudo se tivermos uma moto muito ‘gulosa’. Para piorar ainda mais as coisas, os preços dos combustíveis, que aumentaram significativamente recentemente, devem agora tornar ainda mais fácil para muitas pessoas indecisas, mudar para motos com baixo consumo de combustível. Se você não quer apenas ser rápido e flexível neste verão, mas acima de tudo quer ser económico, pode escolher entre diferentes motos a melhor solução. Estas 10 motos do segmento de sport-turismo, desafiam o aumento do preço dos combustíveis!

10º lugar: Suzuki GSX-S1000GT – Consumo: 6,1L / 100km

A primeira desta nossa análise é a Suzuki GSX-S1000GT, que com o seu consumo de 6,1 litros por 100 quilómetros, não deixa uma má primeira impressão e ainda tem espaço para melhorias. Com uma cilindrada de exatamente 999 cc e uma capacidade de depósito de 19 litros, a GSX pertence ao meio-campo superior deste ranking.

9º lugar: KTM 1290 Super Duke GT – Consumo: 5,7L / 100km

Com um consumo de 5,7 litros aos 100 quilómetros, a KTM 1290 Super Duke GT pode melhorar alguns pontos em relação ao 10º lugar. A capacidade do depósito de 23 litros e a cilindrada de 1301cc são melhorias em relação à sua antecessora.

8º lugar: MV Agusta Turismo Veloce 800 Rosso – Consumo: 5,5L / 100km

A italiana Turismo Veloce 800 Rosso da MV Agusta conquista o oitavo lugar com um consumo de 5,5 litros por 100 quilómetros. A capacidade do depósito de 21,5 litros e a velocidade máxima de 230 km/h também prometem viagens mais longas e desportivas que são sempre bem vindas neste tipo de motos.

7º lugar: CFMOTO 650 MT – Consumo: 5,4L / 100km

Com um depósito de 18 litros e uma velocidade máxima de 170 km/h e 70 cv, a CFMOTO 650 MT é um dos modelos mais pequenos e mais lentos deste ranking de motos de sport-turismo, no entanto, com um consumo de combustível de 5,4 litros é suficiente para se colocar no sétimo lugar das mais poupadinhas.

6º lugar: Yamaha Tracer 9 GT – Consumo: 5L / 100km

A Tracer 9 GT da Yamaha vem com uma potência de 119 cv e entrega um resultado decente com um consumo de combustível de 5 litros por 100 quilômetros. 18 litros cabem no depósito desta sport-turismo.

5º lugar: CFMOTO 400 NK – Consumo: 4,8L / 100km

Esta é a primeira moto do ranking que consegue ficar um pouco abaixo da marca de 5 litros, com um consumo anunciado de 4,8 litros por 100 quilómetros percorridos. Com uma potência de 42 cv, oferece uma generosa capacidade de depósito, 17 litros suficientes para se poder percorrer longas distâncias em trajetos mais longos sem precisar passar por um posto de gasolina.

4º lugar: Triumph Tiger Sport 660 – Consumo: 4,5L / 100km

A Triumph Tiger Sport 660 apresenta outro valor muito apelativo no consumo de combustível. Esta sport-turismo consome apenas 4,5 litros por 100 quilómetros e pode armazenar até 17,2 litros no seu depósito. Uma viagem mais longa de uns bons 400 quilómetros, é definitivamente possível com este modelo.

3º lugar: Yamaha Tracer 7 GT – Consumo: 4,3L / 100km

Chegamos ao pódio das motos mais económicas de sport-turismo com a Yamaha Tracer 7 GT, neste caso já a aproximar-nos lenta mas seguramente da marca dos 4 litros. Esta moto consome apenas 4,3 litros a cada 100 quilómetros percorridos. Com uma potência de 81 cv e uma cilindrada de 660cc, a Tracer 7 GT consegue neste ranking a medalha de bronze.

2º lugar: Zontes 310X1 – Consumo: 3,9L / 100km

A marca de quatro litros foi quebrada! A Zontes 310 X1 garante o segundo lugar no pódio com um consumo de 3,9 litros por 100 quilómetros. Como contras, a capacidade do depósito de 15 litros é uma das menores e a potência de 35 cv é uma das mais fracas deste top 10.

1º lugar: Honda CBR 500 R – Consumo: 3,5L / 100km

A vencedora é a Honda! A CBR 500 R consome impressionantes 3,5 litros por 100 quilómetros. Mesmo com uma capacidade de depósito comparativamente pequena, de 17,1 litros, os utilizadores da CBR 500 R não precisam de parar num posto de gasolina com a mesma frequência que as antecessoras deste ranking. Com potência de 48 cv e cilindrada de 471cc, a moto também está no meio do top 10 nessas áreas – sendo portanto uma proposta bastante equilibrada.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments