Transporte de motos do Reino Unido para a Europa complica-se

By on 14 Julho, 2021

Os veículos de duas rodas que viajam para o continente por meio de terceiros, estão sujeitos a direitos aduaneiros, devido a lacunas no acordo de comércio e cooperação entre a UE e a Grã-Bretanha. Enfim, um tremendo imbróglio!

O assunto explica-se rapidamente. Antes do Brexit, não havia problema em transportar motos para dentro e para fora do continente via terceiros (por exemplo, de avião), mas depois do Reino Unido sair da UE as coisas complicaram-se.

O acordo de comércio e cooperação entre a UE e o Reino Unido não envolve a questão da circulação de veículos matriculados na estrada não acompanhados pelo proprietário, portanto as motos estariam sujeitas a impostos e taxas, devido justamente ao desembarque no continente. E são justamente as empresas especializadas no transporte de motos que perdem. 

O problema também envolve o transporte não comercial de motos (por exemplo, pessoas com motos carregadas numa carrinha), visto que parece que as motos acima mencionadas também devem ser tratadas como ‘commodities’ nestas circunstâncias.

Além disso, agora que a Grã-Bretanha deixou a UE, os proprietários de motos que as trazem para a Europa, terão que solicitar uma caderneta – um documento legal que lista o valor das mercadorias que são trazidas para outro país – para provar que não pretendem vender a moto na Europa.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments