TVS e Mahindra vão apostar no biocombustível

By on 19 Julho, 2021

A Índia pretende ter 20% de etanol misturado nos combustíveis de motores térmicos até 2025. Os fabricantes TVS e Mahindra estão a estudar a viabilidade do uso de biocombustível nas motos que produzem. 

Embora o futuro de fato esteja na eletrificação de veículos, os biocombustíveis na forma de gasolina com infusão de etanol, também são um passo viável em direção a uma mobilidade mais verde. 

Atualmente, a maior parte da gasolina na Índia é misturada com 8,6% de etanol. Em 2025, a Índia quer ter pelo menos 20% de etanol nos seus combustíveis. Em consonância com isso, alguns fabricantes já começaram o desenvolvimento da tecnologia Flex Fuel, especialmente para veículos de duas rodas.

Mahindra Mojo 300

Para começar, a TVS Motor Company e a Mahindra começaram a estudar a viabilidade de motores equipados com combustível flexível para motos. Embora a implementação de combustíveis com mistura de 20% de etanol na Índia só vá acontecer até 2025, o governo já está a recomendar aos fabricantes de automóveis e motos que estudem a viabilidade do E100, ou seja, veículos movidos a etanol puro. 

Naturalmente, a viabilidade de tal proposta depende bastante da capacidade de oferta. Até hoje, naquele mercado a maior parte do fornecimento de etanol vem do melaço. No entanto, devido ao seu fornecimento limitado, o governo começou a facilitar a produção de etanol a partir dos resíduos de vários grãos, incluindo casca de arroz, farelo e trigo. Para que o  plano do governo Indiano resulte a 100% será necessária que toda essa capacidade de fornecimento esteja garantida. 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments