A nova Psyche da Curtiss afirma-se como concorrente directa da H-D Livewire

By on 9 Agosto, 2019

A indústria norte-americana de motos parece estar de costas voltadas para o que defende o seu presidente, Donald Trump, e aposta num futuro de mobilidade eléctrica e de energias renováveis. É o caso da principal marca de motos americana, a Harley-Davidson, e também agora da Curtiss, marca nascida com o desaparecimento da Confedarate Motorcycles, e que aposta forte em modelos com motorização eléctrica como os já anteriormente apresentados, a Curtiss Hades e a Curtiss Zeus.

Curtiss Hades

Na “esteira” da Livewire da H-D a Curtiss apresenta agora um novo modelo que diz ser directamente concorrente desta última e com melhores características, afirma. A nova Curtiss Psyche, herda o nome da antiga deusa grega, destaca-se sobretudo pelo seu design algo bizarro, quase diria que inspirado num qualquer “brinquedo” futurista.

Curtiss Psyche

Na sua ciclística destaca-se a suspensão dianteira do tipo Hossak/Fior sendo o quadro constituído por uma estrutura tubular de secção considerável que suporta o “habitáculo” das baterias, de grandes dimensões e em forma de barril, com acabamento a branco mate, acabamento que se estende à suspensão dianteira. Também o braço oscilante traseiro, curiosamente num formato idêntico à estrutura da suspensão dianteira, tem precisamente o mesmo acabamento.

Toda a electrónica de controle da Psyche situa-se no topo, na zona de um imaginário depósito de combustível, e o motor encontra-se centrado no eixo do braço oscilante traseiro, ou seja, no ponto de ligação do braço oscilante ao chassis.

A Curtiss refere que irá disponibilizar duas versões da Psyche, uma com 96CV e outra com apenas 48Cv para ser conduzida com carta A2. O seu peso rondará os 170Kg e a sua autonomia será superior aos 250 Kms.

No mapa comparativo da H-D Livewire com a Curtiss Psyche constatamos que o seu desempenho será de facto superior ( no papel ) embora a Psyche apenas vá estar disponível daqui a 2 anos, e nesse período de tempo muita água ainda irá correr… ( neste caso electricidade ).

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!