Dayi E-Odin Pro: Streetfighter elétrica ‘made in China’

By on 1 Julho, 2022

O fabricante asiático Dayi Motor tem uma moto elétrica com a aparência de uma poderosa streetfighter, que na sua essência é equivalente a uma 125 de motor de combustão.

A transição para veículos elétricos é imparável, sendo inegável que a Ásia lidera neste campo à frente do Ocidente. E a explicação é simples, porque a grande maioria dos novos fabricantes daquele continente já nasceram nos novos tempos da mobilidade elétrica. A Dayi Motor é um deles, e tem um modelo elétrico chamado E-Odin Pro – Odin era considerado o principal deus da mitologia nórdica – que promete bastante.

No exterior, a E-Odin Pro passa perfeitamente por uma poderosa streetfighter. Mas, neste caso as aparências iludem, porque na verdade esta moto elétrica equivale a uma moto de 125 cc com motor de combustão interna, sendo capaz de entregar uma potência de 10 kW (13.4 cv) com uma velocidade máxima anunciada de 120 km/h .

A bateria de íons de lítio que lhe fornece a energia proporciona uma autonomia máxima de 220 km, antes de precisar ser recarregada. A tarefa de manter a energia não apresenta grandes dificuldades porque o modelo possui um conector tipo 2 que, pelo menos em teoria, permitirá que a bateria possa ser carregada em apenas uma hora.

Uma das suas especificações mais curiosas é que possui três velocidades e mudança de inversão de marcha, algo muito prático e que na possa opinião todas as motos movidas a bateria deveriam ter. Num olhar rápido vemos o perfil de uma moto convencional, com rodas de 17 polegadas, dois travões de disco e uma forquilha ‘upside-down’ . Só lhe falta o ABS para podermos dizer que tem tudo o que precisa. Só não não sabemos se a bateria pode ser recarregada durante a travagem, algo sempre útil em motos elétricas.

Conclusão: uma moto elétrica com belo visual e que sem dúvida animaria bastante o mercado de motos movidas a bateria na Europa. Talvez um dia cá chegue.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments