Em contraciclo, o mercado de motociclos cresceu 24,5% em Junho

By on 13 Julho, 2020

O MERCADO DE MOTOCICLOS EM PORTUGAL TEVE UM CRESCIMENTO DE 24,5% NO MÊS DE JUNHO, CORRESPONDENTE A UMA QUEDA ACUMULADA DE 15,4% NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2020.

De acordo com os dados da ACAP, ao efeito nocivo da pandemia para o mercado em geral, o sector dos motociclos reagiu positivamente em Junho, em contraciclo. A deslocação urbana ganha pontos nesta fase de desconfinamento, o motociclo é um veículo que, por natureza de construção facilita o cumprimento das regras de distanciamento, e as pessoas já o perceberam. Além disso, é mais económica, facilita a deslocação na hora de ponta, facilita o estacionamento, evita o uso dos transportes público  e alivia as entrada de automóveis na cidade.

DADOS DO MERCADO EM JUNHO

Em Junho de 2020, o mercado dos representantes oficiais de marca a operar em Portugal, de veículos novos de duas rodas, triciclos e quadriciclos, registou um crescimento de 24,5 por cento face a igual mês do ano anterior, tendo sido matriculadas 4.339 unidades.

Em termos acumulados, no primeiro semestre de 2020, foram matriculados 13.877 veículos em Portugal, o que correspondeu a uma diminuição homóloga do número de unidades matriculadas de 15,4 por cento.

Numa análise individualizada pelos principais tipos de veículos, no período referido, observou-se o seguinte:

1. Ciclomotores

O mercado de ciclomotores novos matriculados pelos representantes oficiais das marcas totalizou 165 unidades em Junho de 2020, tendo apresentado uma variação negativa de 6,3 por cento face ao mês homólogo de 2019.

Em termos acumulados, nos seis meses do ano, foram matriculados 701 ciclomotores, o que se traduziu num decréscimo de 24,9 por cento relativamente a igual período do ano anterior.

2. Motociclos

No mês de Junho de 2020 foram matriculados em Portugal 4.109 motociclos, o que representou um crescimento de 27,7 por cento face a igual mês de 2019.

Em termos acumulados, de Janeiro a Junho de 2020, o número de unidades matriculadas caiu 14,3 por cento face ao período homólogo do ano anterior, tendo sido colocados em circulação 12.735 novos motociclos.

Os motociclos de cilindrada até 125 cm3 registaram, em Junho de 2020, um total de 2.364 unidades matriculadas em Portugal, o que representou um aumento de 33,2 por cento face ao mês homólogo de 2019.

Quanto ao número acumulado de motociclos até 125 cm3 matriculados nos seis meses de 2020, este situou-se em 6.665 unidades, o que representou uma quebra de 10,1 por cento face a igual período do ano anterior.

Os motociclos de cilindrada superior a 125 cm3 colocados em circulação pela primeira vez em Portugal registaram, no mês de Junho de 2020, um total de 1.745 unidades, o que representou um crescimento de 21 por cento face ao mês homólogo de 2019.

Em termos acumulados, no primeiro semestre de 2020, as matrículas deste tipo de veículos totalizaram 6.070 unidades, o que se traduziu numa contração de 18,5 por cento em relação ao período homólogo de 2019.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!