Harley-Davidson ‘prendada’ com tarifa de 56% da UE

By on 20 Abril, 2021

O CEO da Harley-Davidson, Jochen Zeitz, não tardou em comentar esta medida, falando numa situação “sem precedentes” e que afetará significativamente as operações da marca americana na União Europeia. 

A Harley-Davidson foi atingida esta semana, assim que se soube que os legisladores da UE propuseram uma tarifa comercial de 56% sobre as motos importadas dos Estados Unidos para a Europa.

A decisão não entrará em vigor até junho, e a HD já disse que vai recorrer da lei. A tarifa de 56% é o segundo duro golpe sobre a empresa de Milwaukee em apenas três anos, depois de em 2018, a UE ter colocado uma tarifa incremental de 25% (31% total) em qualquer moto importada para a União Europeia dos EUA, o que inclui as motos da Harley-D. e Indian.

As últimas mudanças veriam a tarifa total de 56% aplicável em todas as motos de fabricação americana, mesmo as unidades fabricadas na Tailândia, um movimento que a Harley fez recentemente para circunavegar a decisão de 2018.

Em resposta, Jochen Zeitz, presidente, presidente e CEO da Harley, emitiu este comunicado:

“Esta é uma situação sem precedentes e ressalta o dano real de uma crescente guerra comercial para os nossos stakeholders em ambos os lados do Atlântico. O impacto potencial desta decisão nas nossas operações de fabricação e na capacidade global de competir na Europa é significativo.

A imposição de uma tarifa de importação sobre todas as motos Harley-Davidson vai contra todas as noções de livre comércio e, se implementadas, essas tarifas aumentadas representarão uma desvantagem competitiva direcionada para nossos produtos, contra os de nossos concorrentes europeus.”

A mudança da UE não poderia vir em pior hora. A empresa deve lançar um dos seus modelos mais importantes dos últimos anos no próximo mês, a Pan America. E depois de um ano de tempos turbulentos para os investidores, a empresa registrou lucros no 1º trimestre de US$ 259 milhões, acima dos US$ 70 milhões do ano anterior.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments