Mercado nacional com queda de 0,9% no 1º trimestre de 2021

By on 6 Abril, 2021

Em Março de 2021 o mercado deu bons sinais de recuperação com um crescimento de 59,8% no volume de novas unidades matriculadas, concluindo-se o primeiro trimestre com uma queda de 0,9 % em relação ao ano passado. Mas vejamos, em números, como tem respondido o mercado neste período pandémico.

Em Março o nosso mercado de veículos novos de duas rodas, triciclos e quadriciclos, registou um crescimento de 59,8 % face a igual mês do ano anterior, tendo sido matriculadas 3.015 unidades. Todavia, comparando este mês de 2021 com o mesmo mês de 2019 – uma vez que no ano passado já estávamos em ano de pandemia – o aumento é de 16,2 %. Em termos acumulados, no primeiro trimestre deste ano foram matriculados 6.385 veículos em Portugal, o que correspondeu a um decréscimo homólogo do número de unidades matriculadas de 0,9 %. Contudo, comparando os resultados de 2021 com o último ano pré-pandémico, 2019, a queda registada é de 3,9 %.

Assim, durante todo o mês de Março foram matriculados em Portugal 2.771 motociclos, o que representou um aumento de 60,7 por cento face a igual mês de 2020 e de 16,8 por cento face a igual mês de 2019. É assim uma subida significativa em relação aos dois últimos ano e um sinal muito positivo. Já no trimestre, de Janeiro a Março de 2021, o número de unidades matriculadas decresceu 0,4 por cento face ao período homólogo do ano anterior, tendo sido colocados em circulação 5.780 novos motociclos. Em comparação com o primeiro trimestre de 2019 a queda registada é de 2,5 por cento.

UM SINAL POSITIVO

Em resumo, os motociclos de cilindrada até 125 cm3 registaram em Março de 2021 um total de 1.499 unidades matriculadas em Portugal, o que representou um acréscimo de 78,2 por cento face ao mês homólogo de 2020, e de 37,8 por cento face ao mesmo mês de 2019. Em termos acumulados, o primeiro trimestre do ano conclui-se com um total de 2.876 unidades matriculadas, o que representou um aumento de 6,8 por cento face a igual período do ano anterior, e de 5,6 por cento face ao mesmo período de 2019.

As motos acima de 125 cm3 colocadas em circulação pela primeira vez em Portugal registaram, no mês de Março de 2021, um total de 1.272 unidades, o que representou um acréscimo de 44,1 por cento face ao mês homólogo de 2020. Contudo, comparando com Março de 2019, o mercado regista uma queda de 1,0 por cento. Em termos acumulados, ao longo do primeiro trimestre foram matrículados 2.904 motociclos, o que se traduziu numa queda de 6,6 por cento em relação ao período homólogo de 2020, e de 9,3 por cento face a 2019. 

Por fim, também sinais positivos no mercado de ciclomotores novos matriculados. Neste caso foram registados 148 unidades em Março de 2021, tendo apresentado uma variação positiva de 59,1 por comparação com 2020. Em relação a 2019, o aumento registado nesta categoria é de 7,2 por cento. Assim, o primeiro trimestre de 2021 terminou com 357 novos ciclomotores matriculados, o que se traduziu num aumento de 4,7 por cento relativamente a igual período do ano anterior – porém regista-se uma queda de 9,8 por cento face a igual período de 2019.

Já no caso das 3 Rodas (Triciclos) o mês de Março registou uma variação positiva de 163,6 por cento face a igual mês do ano anterior, registando 29 unidades matriculadas.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments