BMW K75 TooHard: Uma Cafe Racer deslumbrante!

By on 11 Maio, 2022

Nunca sabemos o que esperar da TooHard Motor Co. Há alguns meses atrás, o customizador de Madrid surpreendeu com a deslumbrante Restomod Gixxer, depois de revelar a Bobber Triumph Trophy e a cafe racer R9T. Agora, revela uma BMW K75 deslumbrante, despida de muitos dos seus adereços originais e com o metálico motor de 3 cilindros em linha bem à vista.

Desta vez o especialista espanhol modificou uma K75, que não se parece nada com a moto da BMW lançada em meados dos anos 80. A série K75 foi um dos pilares da gama BMW durante pouco mais de dez anos. Com um motor de três cilindros em linha, injecção de combustível Bosch e 75 cavalos de potência, foi uma moto de peso médio bastante boa. Espanha foi um dos maiores mercados para a K75, e há muitos exemplos em segunda mão em toda a Península Ibérica.

A alteração mais óbvia que os construtores José e Bea fizeram foi o depósito, com o item original trocado por uma unidade clássica da R80GS, que teve de ser modificada internamente para ser alojada no quadro. A verdadeira engenharia está, porém, no departamento de suspensão. A TooHard instalou bainhas da GSX-R, com uma forquilha de topo com desenho personalizado e maquinado por CNC para manter tudo junto.

Atrás, o braço oscilante, a transmissão de cardã e as ligações de uma K1100 foram inteligentemente enxertados. É uma configuração muito mais sofisticada, com um novo monoamortecedor Öhlins que proporciona um amortecimento muito melhorado.

No entanto, o aspecto permanece nitidamente retrógrado, ajudado pelas rodas da R1150GS com raios à frente e atrás. Em F19/R17, subiram um tamanho à frente e desceram um tamanho atrás. Outra curiosidade são os guarda-lamas: a unidade dianteira é adaptada a partir de um R nineT, e a traseira é um item Rizoma modificado fixado com um suporte feito à mão.

O sistema de travagem é outra amálgama eficaz de peças, desta vez com pinças da GSX-R à frente e uma configuração R1150GS atrás, transportada com a roda. Um cilindro Accossato assenta sobre as barras; a empresa italiana de topo de gama também forneceu o novo cilindro de embraiagem.

O motor desta K75 também ruge melhor, a TooHard afinou a respiração com uma caixa de ar modificada, mais um sistema de escape artesanal da Unit Garage com um silenciador de titânio. O sistema de arrefecimento é frequentemente um ponto fraco numa moto com três décadas, pelo que a TooHard também instalou um novo radiador e renovou a canalização do líquido de arrefecimento.

Para nos sentarmos existe apenas um lugar, com uma corcunda de cafe racer, estofado em couro preto com costuras de tuck e roll. Um minimalista velocímetro está junto ao farol redondo e os piscas são unidades LED, discretas por todo o lado.  Além disso, há um arranque sem chave através de uma fechadura de ignição digital – uma inovação que teria sido inaudita quando esta K75 deixou a fábrica em Berlim.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments