Indústria: Um bicilindrico para a Fantic Caballero 100% italiano

By on 9 Março, 2022

A Fantic vai repatriar toda a sua produção para Itália, estreitar laços com a Minarelli e desenvolver um bicilindrico de 500cc para que possa concorrer diretamente com a Benelli TRK 502.

Fabricante icónico da década de 1970, a Fantic teve um sucesso sem precedentes com as suas motos Caballero, primeiro na estrada e depois em competição. A marca, no entanto, chegou a um fim prematuro em meados da década de 1990, após quase uma década de tempos difíceis.

Deu-se depois um regresso fracassado no início dos anos 2000, sendo então a marca  comprada em 2014 por um consórcio de investidores, liderado pelo ex-diretor de desenvolvimento da Aprilia. À frente da empresa desde então, Mário Roman  conseguiu colocar a empresa de volta ao caminho certo e relançar com sucesso a linha Caballero em três variantes de 125, 250 e 500 cm3. As 500 scramblers eram alimentados por monocilindros fornecidos pela chinesa Zongshen, enquanto a 250 acabou por ser descontinuada com o Euro5. No entanto, as coisas mudaram quando há cerca de um ano a Fantic Motor comprou à Yamaha o fabricante de motores Minarelli, marca com a qual a marca japonesa sempre trabalhou e que também equipou as Caballero 125, Biker 125 e Enduro 125.

Localizada em Bolonha, a fábrica da Minarelli produz hoje 90.000 motores por ano, tendo uma capacidade de produção de 200.000 motores e 30.000 motos. Com um crescimento de 110% nas vendas em 2021, a marca pretende produzir 20.000 motos este ano em Itália.  O objetivo desta aquisição é também “repatriar a produção para Itália”, confirma Mariano Roman.

Isto aplica-se aos modelos offroad, que podem contar com a experiência do engenheiro Jan Witteveen, mas também às Caballero de estrada . Além disso, a Fantic Motor tem objetivos muito altos, que não se ficam por apenas reproduzir o que já existe. No mercado global, a marca italiana pretende concorrer com a Benelli TRK502, modelo que esteve no topo das vendas em Itália em 2021.

Posto isto, o que parece certo é que a Caballero deverá receber um novo motor de dois cilindros, construído inteiramente em Itália. Além disso, é de contar que a partir do próximo outono, venhamos a descobrir uma nova geração de motos da Fantic, 100% italianas e que poderão ser comercializadas a partir de 2023.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments