Triumph e Carl Fogarty brilharam em Glemseck

By on 14 Setembro, 2016

A edição deste ano do Glemseck 101, na Alemanha, deixou como é habitual imagens históricas. A Triumph voltou a ser notícia graças a um dos seus embaixadores mais carismáticos, o antigo piloto do Mundial de Superbikes, Carl Fogarty. «Foggy» venceu a prova de aceleração “Essenza Sprint” aos comandos da “The White Bike”, uma Thruxton R que debita 140 CV de potência máxima devido ao seu compressor volumétrico Rotrex, novos mapas de injecção e escapes abertos.

A “White Bike” é uma das Thruxton com kit Rotrex preparadas pela Triumph para participar nesta corrida. Neste caso, a Thruxton R apresentava uma carenagem da Daytona 675 adaptada e um braço oscilante inspirado no MotoGP. A outra moto, baptizada “The Bulldog” e pilotada por Christoph Lentsch, ficou nas mangas de classificação para a final, no entanto converteu-se no centro de todas as atenções no paddock do Glemseck 101. O seu estilo brutal streetfighter e os acabamentos em negro com detalhes em vermelho, o «flyscreen» da Speed Triple R e os acessórios Triumph, como o assento e as rodas de raios negros, não passaram despercebidos.

Para além das modificações estéticas, ambas as motos partilham o kit Rotrex Supercharger feito à medida. Desta forma conseguiu aumentar-se a potência em mais de 60%, passando de 97 cv para 140 cv, enquanto o binário máximo chega a uns impressionantes 157 Nm (112 Nm de série).

Especificações Técnicas:

Modificações de motor

Ambas as Thruxton contam com as melhorias introduzidas pelo kit Rotrex Supercharger.

Tipo – refrigeração líquida, 8 válvulas, cambota a 270°. Dois cilindros paralelos.

Cilindrada – 1200cc

Diâmetro/ Curso – 97.6 mm / 80 mm

Compressão – Antes 11.0 : 1 – Agora 10.0 : 1

Potência máxima – Antes 97 CV, agora incrementada 60% até aos 140 CV

Binário máximo – Antes 112 Nm, agora incrementado hasta los 157 Nm

Transmissão Final – Corrente

Embraiagem – Deslizante. Multidisco em banho de óleo, modificada e melhorada.

Caixa de velocidades – 6 velocidades com pinhão mais pequeno.  Injectores de maior capacidade  Mapa de injecção personalizado.

“The Bulldog” – Modificações estéticas

Esquema de cor personalizado em negro com detalhes em vermelho.

Sistema de escape 2×2 completamente redesenhado.

Braço oscilante inspirado no MotoGP.

Parte traseira modificada.

Flyscreen de Speed Triple R com farol dianteiro LED.

Quadro de instrumentos artesanal.

Rodas negras (acessório oficial Triumph).

Banco monolugar (acessório oficial Triumph)

“The White Bike” – Modificações estéticas

Sistema de escape feito à mão com colectores e ponteiras ao estilo GP.

Carenagem Daytona 675 modificada.

Decoração inspirada no tradicional esquema de cor branco-azul de competição da Triumph.

Braço oscilante inspirado no MotoGP.

Quadro de instrumentos personalizado com medidor de pressão do compressor.

Mola dos amortecedores traseiros Öhlins em cor azul, a condizer com os outros detalhes da moto.

 

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!