Buell renasce das cinzas com a promessa de 10 novos modelos até 2024

By on 19 Fevereiro, 2021

Marca falida em 2015 após uma curta existência em que produziu motos que empolgaram fás em todo o mundo, a norte-americana Buell está agora prestes a reabrir portas, e fá-lo anunciando nada menos que 10 novos modelos de alta performance até 2024.

O fabricante americano de motos – propriedade da Harley-Davidson desde 1998 até ao seu encerramento em 2009 e com um passado conturbado por detrás – está pronto a regressar mais uma vez ao mercado de motos com modelos que incluirão superbikes, dual-sport, touring, cruisers e duas rodas com motores de média e pequena cilindrada.

MAIS UM RENASCIMENTO… MAS… FUNCIONARÁ?

Na Buell, tudo recomeça, graças uma vez mais aos esforços feitos por Erik Buell que adquiriu a marca no início de 2020 com a intenção de recomeçar onde terminou o seu trabalho em 2015 quando a marca foi à falência.

No entanto, com a atual renovação de quadros, Erik Buell não estará envolvido na linha da frente como aconteceu sempre ao longo da história conturbada da marca americana, mas está a ser um elemento vital para o regresso da Buell ao ativo, tendo preparado as primeiras ‘peças’ da renovada companhia para esta está presente em força no evento Daytona Bike 2021, que tem lugar de 5 a 14 de Março de 2021.

Será este um regresso feliz? Só o tempo o dirá. O que já é sabido é que neste renascimento, a Buell Motorcycles Company declara-se aberta à produção de modelos eléctricos e já está a trabalhar em alguns exemplos baseados na atual plataforma 1190, tais como o ‘concept’ Buell 1190RX com 185 cv a 10.600 rpm mostrada na nossa foto de capa.


A EBR 1190 RX (foto acima) foi uma das últimas criações da Buell. Foi uma edição especial muito cara e limitada, numa altura em que Erik Buell recebeu um grande investimento da gigante indiana Hero MotorCorp para levar tecnologias americanas para os mercados asiáticos, em troca de apoio económico e um contrato para a distribuição de motos e scooters Hero na América do Norte. O fim da história foi triste, com 120 funcionários a perderem os seus empregos devido a uma gestão ruinosa e a um conflito aberto com a Harley-Davidson devido a ações da série Sportster que nunca se soube onde foram parar… Um conto de fadas que terminou em pesadelo!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x