Energica revela três elétricas de alta capacidade e autonomia

By on 12 Agosto, 2020

AS MOTOS ELÉTRICAS ESTÃO CADA VEZ MAIS PRESENTES EM TODO O LADO E A ENERGICA ACABA DE EXPANDIR A SUA GAMA COMO TRÊS NOVOS MODELOS: UMA CLÁSSICA, UMA NAKED E UMA DESPORTIVA, TODAS ALIMENTADAS POR BATERIA E COM GRANDE AUTONOMIA.

Já falámos nelas por ocasião do EICMA 2019 de Milão mas, nunca é demais detalhá-las agora o pormenor, sabendo-se que estão cada vez mais perto da comercialização, tanto mais que o nosso mercado deverá ser um dos primeiros a recebê-las.

A Energica é uma marca italiana especializada no desenvolvimento e fabrico de motos eléctricos. Tal é o seu prestígio que a própria Dorna a escolheu como fabricante exclusivo para dar vida à categoria MotoE do Campeonato do Mundo de MotoGP, transformando o Campeonato do Mundo Enel MotoE™ numa competição monomarca.

Toda a capacidade de produção e tecnologia de ponta da Energica, está baseada em Modena, Itália. Esta empresa tem um forte know how, tendo nascido da experiência do Grupo CRP que tem o conhecimento e algumas das mentes mais brilhantes da Fórmula 1.

A gama do fabricante é variada, alicerçando a início a sua atividade na produção de pequenas scooters utilitárias, como a Askoll, mas também em maxi-scooters mais potentes como as Vectrix (VX-1, VX-2 e VT-1), para gora passar a apostar em motos de maior capacidade e potência – todas elas alimentadas por baterias  

Representada entre nós pela ZEVtech, apresenta como mais recentes novidades uma moto neo-clássica, uma naked e uma desportiva, três motos de elevado potencial que em torno do quadro treliça empregam travões Brembo, suspensões Marzocchi topo de gama, Bosch ABS destacável, Energica eABS e controlo de tracção ajustável.

Energica Eva EsseEsse9 / EVA EsseEsse9+ – Neo-clássica

E moto eléctrica clássica da Energica é a Eva EsseEsse9. É aqui que os genes italianos da marca voltam a aparecer, onde a tecnologia nunca pode comprometer o design e a elegância. Partilha a mesma base que a Eva Ribelle mas, como a empresa diz, pode gabar-se de ser a primeira moto eléctrica clássica no mercado.

Existem também duas versões do Eva. A EsseEsse9 oferece um torque de 180 Nm e um alcance de 200 km na cidade, 160 em conjunto e 130 na estrada. A EsseEsse9+ melhora estes números com 200 Nm de torque e um alcance de 400 km na cidade, 230 em conjunto e 180 na estrada. A bateria faz a diferença, com 13,4 kW para a primeira e 21,5 kW para a segunda.

Energica Eva Ribelle – Naked

Podemos vê-la como a referência entre as naked eléctricas para uso urbano. Uma naked agressiva e desportiva, com um carácter agressivo mas igualmente confortável. Partilha a mesma base da sua irmã EGO, pelo que tem os mesmos 215 Nm de torque linear, a mesma bateria de 21,5 kW de iões de lítio e um alcance de/até 400 km na cidade. Tem também o privilégio de ser a única bicicleta nua equipada com uma carga DC rápida.

O guiador é alto e o assento baixo, de modo a obter uma posição de condução mais confortável e vertical, sem que isso nos impeça de “atacar” uma boa estrada de curvas.

Energica Ego / Ego+ – Desportiva

A Ego é a primeira moto que nos vem à mente quando pensamos em Energica. Uma bicicleta desportiva e fiável, que tal como a protagonista do Campeonato do Mundo de MotoE, também pode ser a sua protagonista. A experiência em competição é transferida para o uso normal com a Ego e, que para além de potência e dinâmica oferece uma grande dose de segurança e sistemas de ajuda à condução.

A Energica propõe duas versões desta desportiva eléctrica, a Ego e a Ego+. Ambos compartilham a mesma ciclística, mas existem diferenças importantes na sua performance.

A Ego tem uma bateria de 13,4 kW, o que significa um alcance de até 200 km na cidade, 160 km no ciclo combinado e 120 km na estrada, com aceleração linear com um pico de 200 Nm de 0 a 4700 rpm e um máximo de 145 CV (107 kW) de 4900 rpm a 10.500 rpm. Mas a Ego+ vai  mais longe. Monta uma bateria maior de 21,5 kW de iões de lítio dos seus modelos de competição e o binário sobe para 215 Nm. A potência é mantida nos 145 CV e melhora os valores de autonomia, com 400 km na cidade e 230 km em ciclo urbano.

Mais informações em https://zevtech.thinkopen.solutions/page/aboutus

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments