Langen 250: Uma preciosa Cafe Racer GP!

By on 17 Junho, 2021

Falamos de uma moto inglesa com coração italiano, um motor dois tempos retirado das motos de GP 250 de há anos atrás nos Grandes Prémios, finalmente homologada para poder rolar nas estradas do Reino Unido… ainda que quase ao preço do ouro!

Após meses de trabalho e design, a roadster com motor de dois tempos construída pela Modenese Vins, finalmente passou nos testes de homologação para condução em estradas no Reino Unido. Vão ser construídas apenas 100 unidades!

Já aqui falamos na Langen 250 com motor de ciclo 2 tempos, mas agora pode finalmente rolar depois de passar nos testes de homologação, muito complicados em alguns países e menos noutros, como é o caso do Reino Unido e da Alemanha. 

Grande simplificação na construção e minimização do peso são os dois elementos nos quais a Langen Motorcycles – fundada por Christofer Ratcliffe em 2019 – baseou a sua filosofia. E precisamente com base nisso, o pequeno fabricante de motos do outro lado do Canal da Mancha criou uma roadster com um motor ultraleve de dois tempos ao longo de dois anos: uma verdadeira arma de pista capaz de combinar potência e elegância.

Há vários dias, aliás, surgiram nos canais sociais do pequeno fabricante, a tão esperada autorização do Governo do Reino Unido, a chamada MSVA (Motorcycle Single Vehicle Approval), que imediatamente deu a possibilidade de abrir reservas para apenas 100 unidades.

Motor GP250 numa estrutura bordada a ouro!

Entrando em pormenores, a exclusiva Langen 250 dispõe de um motor 249 cc, um V-twin a 90º produzido pela italiana Vins aplicado sobre um quadro tubular de alumínio em forma de treliça moldado à mão, 

O amortecimento é assegurado por uma forquilha com garfos Ohlins de 43 mm, a travagem conta com discos duplos da Brembo à frente, enquanto toda a cobertura – depósito, bacquet de dois lugares e proteção inferior de motor em fibra de carbono com acabamentos em folha de ouro de 24 quilates. As jantes douradas têm instalados uns pneus Dunlop Classic, completando-lhe o tão apreciado visual cafe racer.  

Obviamente, dada a sua exclusividade, para alguém poder ter uma das 100 unidades produzidas, é necessário desembolsar 1.000 libras (cerca de 1.160 euros) só para a reserva, e depois  e depois dar mais  (28.000 libras mais IVA), em suma, um com pouco menos de 40.000 euros só para pode ouvir o som de seus dois tempos diretamente na garagem. Um luxo caríssimo só ao alcance de 100 felizardos.

Resumindo, um valor que daria para comprar algumas das motos de Grandes Prémios que hoje são postas à venda para coleccionadores. Loucura! 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments