Manter a distância: a BMW revela um novo ‘cruise control’ guiado por radar

By on 1 Julho, 2020

A BMW ACABA DE SE JUNTAR À LISTA DE FABRICANTES QUE ESTÃO A TRABALHAR PARA CRIAR UMA FUNÇÃO DE ‘CRUISE CONTROL’ GUIADA POR RADAR E CONECTADA AOS COMANDOS DA MOTO.

Após o anúncio da Ducati, de que seriam os primeiros a comercializar e de fotos-espia que revelaram um sistema semelhante usado pela KTM e pela própria BMW, a marca bávara divulgou agora pormenores de como funcionará o seu sistema.

O sistema Active Cruise Control (ACC) foi desenvolvido com a Bosch e permitirá que o condutor defina não apenas uma velocidade de cruzeiro, mas também uma distância para o veículo à sua frente, usando um sensor de radar na frente da moto.

A unidade de radar usa essas informações, além do ângulo de viragem e da velocidade no momento do veículo, para calcular o caminho provável que a moto tomará nos próximos 100m e, em seguida, se necessário, modular a velocidade.

Um ajuste necessário é enviado através do CAN da moto para o ABS, que pode adicionar rotações ao motor ou aplicar mais ou menos força na travagem, dependendo do necessário.

Tanto a distância para o carro à frente quanto a velocidade máxima do veículo podem ser definidas em três estágios pelo toque de um botão e serão exibidas no painel. A ACC possui dois modos de pilotagem, confortáveis ou dinâmicos, que alteram a forma como a moto acelera e desacelera.

O sistema também incorpora o “controle de velocidade de curva”, que gerência a velocidade em curva para manter um “ângulo magro confortável”. À medida que o condutor mais se inclinar, a moto limita as suas intervenções para evitar perturbar a condução.

Esse recurso também evitará aceleração inesperada enquanto está inclinado numa curva, e se, por exemplo, o radar perder a visão do veículo à frente (BMW diz que a capacidade do radar é limitada enquanto você está encurralado).

O sistema também não responde aos veículos parados, e assim, se estiver na aproximação de uma fila de tráfego, terá que proceder à convencional travagem.

Por outro lado, caso o sistema não possa funcionar, um símbolo no painel avisa o condutor  que está no controle total da sua moto. Há também um segundo aviso, para que saiba que está numa situação onde a travagem de emergência pode ser necessária, até porque as capacidades de travagem do sistema são limitadas por razões de segurança.

A BMW afirma que é ao condutor que cabe assumir um papel ativo na eficácia da ACC, andando no centro da sua via, fazendo mudanças de faixa e ultrapassagens claras (o sistema reage ao uso de indicadores) e adotando um estilo de pilotagem calmo.

Por enquanto, a BMW não confirma quando o sistema chegará, quanto custará ou sequer quais os modelos vão ter esta nova tecnologia, mas as imagens de computador da BMW apresentam o seu modelo K1600GT.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!