As gémeas Cardoso distinguidas com o ‘Ultimate Duke Rider’

By on 1 Julho, 2021

Liliana e Patricia Cardoso atribuem a sua paixão pela condução em duas rodas a dois factores – ao ciclismo, e ao seu pai. Tendo feito mais de 90.000 km num par de motos KTM 1290 Super Duke R, as duas irmãs gémeas receberam o prémio “Ultimate Duke Rider” 2021.

Quem lhes deu a notícia foi, nada mais nada menos que Brad Binder, o piloto sul-africano que é companheiro de Miguel Oliveira na equipa de MotoGP da KTM. Ao receberem o prémio ‘Ultimate Duke Riders’ as duas gémeas foram premiadas com uma viagem à Áustria. Mas vejamos como tudo começou.

Liliana e Patricia Cardoso começaram a andar de moto em Novembro de 2014, com Patricia a ser a primeira apanhada pelo ‘virus’ das Duke. Os amigos pensavam que fosse apenas uma ligeira febre passageira. Contudo, em pouco tempo Patrícia fez uma rápida sucessão da KTM 125 Duke para uma KTM 690 Duke, e quase 2 anos mais tarde, acabou por comprar uma KTM 1290 Super Duke R.

Ao contrário, Liliana mergulhou directamente na posse de uma moto grande. Começou logo com uma máquina de 650 cc, e dois anos e meio depois, adquiriu também uma KTM 1290 Super Duke R. Definitivamente, ambas estavam contagiadas pelas despidas Duke. 

Ao início, muitas pessoas escarneceram do seu pensamento. Afinal, a 1290 Super Duke  não é um simples veículo de prazer. É uma máquina a sério, uma naked hardcore com a reputação de ser “A Besta”. Mas, mas sabiam os amigos que Patricia e Liliana iriam agarrar esse desafio de alma e coração.

Patrícia e Liliana adoram a versatilidade da Super Duke

Desde então, estas duas motociclistas percorreram mais de 180.000 quilómetros nas suas Super Duke, percorrendo toda a Europa, fazendo um esforço anual para se fazer à estrada e cobrir algum terreno. No total, cada uma fez 90.000 km!

“Viajamos todos os anos pela Europa nas nossas Super Duke, e é sempre uma experiência diferente. Acima de tudo, é muito divertido, e este ano vamos sair novamente juntas, já estamos a planear a próxima viagem à Europa em 2021”, diz Patricia.

“A pressa de serpentear na potência e saber que rapidamente apanharemos qualquer um à nossa frente é viciante”, completa Patricia Cardoso

Dizem que é a versatilidade da KTM 1290 Super Duke R que as tem mantido a andar  durante tanto tempo.  “A capacidade de amarrar alguns sacos de bagagem à moto, e simplesmente fazer-nos à estrada é óptima”. Mas Patricia também é rápida a salientar, que quando a estrada fica sinuosa, ou quando aparece outro motociclista ao longe “ativamos de imediato o “Modo Beast”, diz.

Stelvio Pass, em Itália foi a primeira grande viagem das duas gémeas. Eslovénia, Picos da Europa, mas também muitos icónicos locais em Portugal, como a Serra do Açor, foram outros percursos percorridos pela gémeas Cardoso com as suas Super Duke.

Quando lhes perguntam o que pensam que a mentalidade DUKE implica, ambas dizem: “Trata-se  de ser um pouco louco, e sobretudo de ser aventureiro. Trata-se também de ter um grande respeito, tanto pela máquina como pelo seu companheiro de viagem”.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments