Harley-Davidson: ‘One’ é o nome da primeira moto da nova marca LiveWire

By on 17 Junho, 2021

Depois de há cerca de um mês a Harley-Davidson anunciar de forma oficial a nova marca LiveWire, especialmente criada para nomear o seu segmento de motos elétricas, esta semana o site americano Motorcycle.com publicou documentos que revelam não apenas o nome da moto, mas também a sua potência.

A primeira moto elétrica da marca LiveWire a ser lançada no mercado será chamada de One. Um nome simples que remete para a primeira moto da Harley-Davidson movida a gasolina, a HD Model 1. Construída entre 1905 e 1906, a Model 1 apresentava um cilindro único de 440 cc e tinha uma velocidade máxima muito reduzida de 35 milhas por hora… 

Outra informação VIN submetida pela Harley-Davidson à National Highway and Traffic Association é que a potência da moto é de 75 kW ou 101 cavalos. Na verdade, um pouco menos do que os alegados 78kW ou 105 cv da atual Harley-Davidson LiveWire. Vendo bem, isto faz-nos supor que se trate de uma nova moto elétrica mais barata e mais acessível do ponto de vista da condução 

Além disso, é sabido que a LiveWire One está referenciada como um modelo de 2021 – e portante, será uma das próximas novidades da empresa de Milwaukee. Uma teoria é que a One poderá adoptar a plataforma da HD LiveWire, o que até faz sentido, de acordo com as imagens de imprensa que exibimos quando a notícia da marca recém-criada surgiu. Se esse for o caso, isso poderia ser feito para tentar limitar o desgaste das baterias da moto, aumentando o alcance – ainda muito limitado na HD LiveWire -, e possivelmente com baterias um pouco menores e mais leves.

Pelo que sabemos, quando Ewan McGregor e Charley Bonam empreenderam a sua expedição ‘Long Way Up’ pela América do Sul, fizeram-no com uma HD LiveWire modificada com pneus trail-touring, placas de proteção do motor e, o mais importante, com uma suspensão derivada da Harley-Davidson Pan America.

Utilizando os mesmos engenheiros e designers talentosos da Harley-Davidson que desenvolveram a HD LiveWire, foi montado um grupo de técnicos que em menos de 30 dias, modificou e preparou as duas motos antes de serem enviadas para o começo da viagem no extremo sul da Argentina.

Com uma entrega de potência um pouco mais suave, a futura LiveWire One poderá ser a versão elétrica de maior produção da nova marca, possivelmente até como um perfil ADV? Mas, apenas Jochen Zeitz, presidente e CEO da Harley-Davidson terá a resposta a todas as dúvidas que emergem com a nova Live Wire One.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments