Moto Morini X-Cape 650: Construída na China com alma Italiana

By on 3 Junho, 2021

Desde que a Moto Morini revelou esta elegante moto de aventura no certame de Milão – EICMA 2019 -, pouco mais se ouviu falar da X-Cape 650, tendo agora surgido mais pormenores no evento de lançamento da marca em Pequim.

Desenvolvido e projetado em Itália, o novo quadro foi definido para maior força e resistência ao impacto. Obviamente, a forquilha Marzocchi e o amortecedor traseiro ajustável KYB, também ajudam esta ADV a absorver terrenos difíceis. 

Para a sua X-Cape 650, a Moto Morini colocou a funcionar em conjunto com o quadro do tipo treliça tubular outros elementos importantes para a sua configuração de moto de aventura. Foi o caso das rodas –  dianteira de 19 polegadas calçada com um pneu tubeless 110/80 e a traseira de 17 polegadas nas medidas  150/70 – mas também dos travões Brembo que incluem o ABS de canal duplo da Bosch, que contam com pinças duplas de dois pistões que assentam nos dois discos de 298 mm à frente, a par de um único êmbolo acoplado ao disco posterior de 235 mm.

No corpo da X-Cape 650 bate um motor de dois cilindros paralelos de 650cc refrigerado a líquido que produz 60 cavalos de potência a 8.500 rpm e 55,6 Nm  de binário a 7.000 rpm.

A Zhejiang Chunfeng Power fornece ao motor em conformidade com o Euro 5, a injeção eletrónica de combustível da Bosch. A Moto Morini declara para o modelo um peso a seco de 213 kg e uma velocidade máxima de 174 km/h.

O cockpit apresenta um display TFT de 7 polegadas e uma altura de assento acessível para condutor e passageiro. O conjunto eletrónico também inclui conectividade Bluetooth, projeção de tela do smartphone, navegação e um visor de pressão dos pneus.

Além das especificações técnicas, a Moto Morini também revelou as cores do modelo, branco, vermelho e cinza, bem ajustadas ao design italiano, de uma moto feita ‘a meias’ com a China – o primeiro mercado a tê-la disponível, já este ano. Do ponto de vista estilístico, temos que ser um pouco críticos, a nossa impressão geral é boa mas o design da X-Cape não deixa de ser convencional e pouco arrojado, face às mais recentes tendências. E também a cilindrada, se subisse aos 700/800cc iria ter mais sucesso. Mas, claro, há um factor que a torna, presumivelmente imbatível: o preço.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x