O melhor ano de sempre da Ducati, com 59.447 motos vendidas em 2021

By on 12 Janeiro, 2022

A Ducati terminou o ano com vendas recorde, crescendo globalmente face a 2020 e em relação a 2019. Estados Unidos e Austrália foram os mercados onde a marca de Borgo Panigale mais cresceu, sendo a Multistrada V4 a moto mais vendida e mais popular entre os ‘ducatistas’,  com 9.957 motos entregues a clientes.

Enriquecendo no último ano a sua gama com os modelos Multistrada V4, Panigale V4, com a nova Monster e Supersport 950, entre outras novidades e atualizações – que também se estenderam à  série Ducati Scrambler – a marca de Bolonha fechou o ano de 2021 com um registo recorde de 59.447 motos entregues a clientes em todo o mundo.

A Ducati conseguiu assim um aumento de vendas de 24% face a 2020 (48,042 unidades) e + 12% em relação a 2019 (53,183 unidades). Além disso, a gama 2022 já está a conquistar os elogios dos entusiastas, como fica demonstrado pelo mais elevado portfólio de encomendas de sempre no início do ano pela marca italiana.

Claudio Domenicali, CEO da Ducati, analisa 2021 como “um ano mágico para a Ducati. Entregámos mais de 59.000 motos, um número nunca antes conseguido em 95 anos da história da marca. Também vencemos o título de Campeões do Mundo de Construtores em MotoGP pelo segundo ano consecutivo, e iniciámos a era elétrica da nossa empresa com o protótipo V21L, que é uma antevisão da moto que irá correr no campeonato de MotoE a partir de 2023”, referiu.

“A pandemia, que ainda continua, para além de gerar tanto sofrimento também tornou as atividades mais complexas, forçando-nos a conduzir uma reorganização interna contínua. As redes de fornecimentos criaram atrasos nas entregas pelos quais quero pedir desculpas a todos os ‘ducatistas’, agradecendo-lhes pela sua paciência. Apesar de todas estas dificuldades, o desejo de superação por parte dos nossos funcionários aqui em Borgo Panigale e nas nossas subsidiárias em todo o mundo, ajudou-nos a conseguir estes resultados recordistas. Estamos a investir num trilho de crescimento extremamente ambicioso que irá levar a companhia a melhorar ainda mais, entrando em novos segmentos de mercado.”

Desert X e novos projetos em desenvolvimento

“Com a DesertX teremos, a partir deste ano, uma proposta extremamente atrativa para os adeptos da aventura, e outros projetos ambiciosos estão atualmente em desenvolvimento. Os valores-chave da marca – Estilo, Sofisticação, Performance e Confiança – estão mais atuais que nunca. O crescimento futuro terá lugar em concordância com estes valores, oferecendo aos nossos entusiásticos clientes produtos que são cada vez mais representativos, com uma mescla única de beleza, tecnologia e distinção, como o melhor do ‘Made in Italy’.”

Em 2021 o crescimento da Ducati aconteceu em todos os principais países, começando pelos Estados Unidos, que reconquistaram o lugar de mercado líder para a Ducati, com 9.0007 unidades que corresponderam a um aumento de 32% face a 2020, seguido pela Itália com 8.707 motos (+ 23% em relação a 2020) e pela Alemanha com 6.107 unidades (+ 11% do que em 2020). O mercado chinês também cresceu, com 4.901 motos (+ 21%), bem como o francês com 4.352 (+ 12%) e o do Reino Unido com 2.941 unidades (+ 30%).

Para Francesco Milicia, Vice-Presidente Ducati de Vendas Globais e Pós-Venda, as 59.447 motos entregues a clientes “significam para a Ducati um resultado histórico a sublinha uma vez mais a sua solidez, apesar das dificuldades encontradas em todos os sectores devidas à crise de fornecimentos. As vendas cresceram dois dígitos em todos os principais países, dos Estados Unidos à Austrália, onde a nova subsidiária conseguiu um crescimento de 50%. Estes resultados são também o resultado de um trabalho extraordinário dirigido ao melhoramento contínuo da nossa rede comercial global, tanto em termos quantitativos, com 84 novos concessionários, como em termos qualitativos, com foco na digitalização de processos e omnicanal para garantir aos Ducatisti uma experiência “inesquecível”, que reflete plenamente os valores da empresa”, refere.

“Agora, estamos a iniciar 2022 com uma gama ainda mais completa, que já está a receber rasgados elogios, como é demonstrado pelo melhor portfólio de encomendas de sempre no início do ano”, concluiu.

Em termos de modelos mais vendidos, a recente Multistrada V4 foi de longe a moto mais vendida e apreciada pelos clientes da Ducati, com 9.957 motos entregues. A família Ducati Scrambler 800 seguiu-se com 9.059 unidades e a Monster com 8.734 motos vendidas. Estes resultados, foram conseguidos apesar pela situação imprevisível gerada pela crise de fornecimentos, uma situação muito volátil e que por continuar ainda nos próximos tempos.

Para 2022, a Ducati apresentou nove modelos novos ao público durante a série web Ducati World Première, ajudando a criar uma gama ainda mais completa, pronta para satisfazer os desejos de todos os tipos de motociclistas. As expetativas são particularmente elevadas para a DesertX, a moto Ducati desenhada para enfrentar o off-road mais exigente, com roda dianteira de 21’’ e traseira de 18’’, suspensão de curso longo e ampla distância livre ao solo. Uma moto que transporta a Ducati para um mundo completamente novo, um símbolo de como a marca pode alargar os seus horizontes sem perder as suas raízes e a sua identidade desportiva, tal como se prova também com a Panigale V4 que, na sua mais recente etapa evolutiva, torna-se o veículo mais próximo de uma moto de MotoGP que um motociclista pode conduzir.

Para descobrir a gama Ducati 2022, uma secção dedicada encontra-se disponível no website Ducati.com.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments