CFMOTO constrói elétrica 300 GT-E para a polícia

By on 13 Junho, 2022

Com uma velocidade máxima de 120 km/h e uma autonomia de 150 km, a justiça será rápida e silenciosa! A CFMOTO concebeu a sua primeira moto elétrica para a frota de motos de polícia da China.

A 300 GT-E é a primeira moto elétrica da CFMOTO, que afirma tê-la construído “para responder ás necessidades dos departamentos de polícia nas megacidades da China”. Policias montados em motos elétricas já não é novidade, até porque várias cidades na Europa já estão a adoptar a mobilidade elétrica. A ciência está a derrubar a linha entre ficção e realidade rapidamente, e são cada vez mais os exemplos de motos elétricas em diversos serviços urbanos.

Através de um novo pedido de patente, aqui estão alguns pormenores da elétrica 300 GT-E da CFMOTO, um novo modelo de perfil ‘touring’, que pelo design  parece ter colhido um certa dose de inspiração em proposta semelhantes das fábricas japonesas. Diz-se que apresenta três modos de condução, incluindo um modo de marcha-atrás. As rodas são de liga leve de 17 polegadas, a suspensão é composta por uma forquilha telescópica à frente e um monoamortecedor na traseira, sendo a travagem suportada pelo ABS da Bosch.

Novidade mesmo é  a caixa de liga estrutural da bateria, versátil o suficiente para combiná-la com diferentes motores e suportes. A CFMOTO afirma que pode oferecer desempenho e design variados usando uma única plataforma, o que não nos surpreenderia de ver adoptado em futuras motos elétricas do fabricante.

O motor refrigerado a líquido da 300GT-E é uma unidade de 144 volts com potência nominal de 10,5 kW (14,27 cv) de potência contínua. A potência máxima chega aos 16,8 kW (22,84 cv) e o binário atinge os 54,2 Nm, pelo que esta moto deve oferecer um nível de performances  comparável a uma moto de 300-400cc com motor térmico. A CFMOTO anuncia uma velocidade máxima de 120 km/h e 150 km de autonomia com uma única carga.

Aspeto menos favorável são os 224 quilos declarados para a 300GT-E, um peso algo penalizante para a potência que oferece. O  sistema de conectividade a bordo que permite comunicação em tempo real e acesso a bancos de dados da polícia, pode explicar em parte esse peso excessivo. Quanto ao resto, não falta na nova moto elétrica uma moderna tela TFT de 7 polegadas e ignição sem chave.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments